Não na minha geração!

"Você lembra que eu disse para você não fazer mais isso? (Sim) E você lembra que eu disse que se você fizesse isso novamente seria disciplinado? (Sim) E você fez de novo não foi? (sim, mas...) Sim ou não? (Sim, mas...) SIM OU NÃO? (Sim)"


Será que só eu já tive diálogos assim com meu pai? A sensação de uma correção iminente era terrível. Saber que eu iria apanhar e que não havia escapatória já me fazia chorar.


Bem, esse não é um sentimento exclusivo das crianças, adultos também tem. E não só do adulto pobre trabalhador, até as mais altas realezas podem senti-lo.


Em 2 Crônicas 34 encontramos um triste relato da lei do Senhor sendo encontrada no Templo. Por que isso é triste? Imagine comigo a cena de um zelador fazer uma faxina na Igreja e correr animado até o pastor dizendo que achou uma Bíblia no depósito. E o pastor muito se alegrar e pedir para ler. Que igreja é essa que não conhecia uma Bíblia pessoalmente? Que pastor é esse que nunca havia lido a Bíblia?


O povo de Israel vinha de uma sequência terrível de 3 reis maus dos últimos 4, e o atual havia assumido o trono com apenas 8 anos de idade. Mas, contrário a todas as probabilidades, aos 16 anos ele busca ao Senhor, aos 20 começa a purificar o povo, e aos 26 inicia a restauração do Templo.


Durante essa restauração o Livro da Lei de Moisés é encontrado e levado ao rei. Enquanto a lei do Senhor era lida para ele, o rei se sentia como uma criança as véspera de uma surra, mas não qualquer surra, a pior da história. E o rei exclamou: "...A ira do Senhor contra nós deve ser grande, pois os nossos antepassados não obedeceram à palavra do Senhor e não agiram de acordo com tudo o que está escrito neste livro". (2 Cr 34:21)


E como ele temia a resposta do Senhor foi:

Assim diz o Senhor: "Eu vou trazer uma desgraça sobre este lugar e sobre seus habitantes; todas as maldições escritas no livro que foi lido na presença do rei de Judá. ...minha ira arderá contra este lugar e não será apagada". (2Cr 34:24-25)


Ao ouvir isso os olhos do rei devem ter se enchido de lágrimas, sua cabeça doído, seu estômago revirado. É impossível ouvir tal prenúncio e se manter apático. Mas diante de tão tristes promessas há um fio de esperança:

Digam ao rei de Judá..: ‘Assim diz o Senhor..: Já que o seu coração se abriu e você se humilhou diante de Deus... eu o reunirei aos seus antepassados, e você será sepultado em paz. Seus olhos não verão a desgraça que trarei sobre este lugar... (2Cr 34:26-28)


Muito frequentemente ouço acomodados que diante de tristes notícias justificam sua apatia na certeza de que as coisas tendem a piorar no mundo quanto mais se aproxima a vinda do Senhor. Mas não precisa ser na sua geração. Não será na minha geração.


Eu irei me consagrar, e orar, e me humilhar diante do Senhor, irei ensinar as Suas verdades e esperarei no Senhor que Ele me conceda a mesma bênção que concedeu a Josias, de que eu não veja todos os males que virão sobre o mundo.


E você, o que fará?



7 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

O diabo é o cão

Antes de tudo quero esclarecer que não gosto de dar audiência ao Inimigo. Não suporto a divisão comumente feita de que quando somos santos Deus fica feliz, e quando pecamos Satanás fica feliz. Longe d

O Deus de quem?

"...os comandantes do exército do rei da Assíria ... prenderam Manassés, colocaram-lhe um gancho no nariz e algemas de bronze, e o levaram para a Babilônia. Em sua angústia, ele buscou o favor do Senh

© Copyright - Associação Evangélica Fonte de Luz no Brasil - 2017-19